Valve e Blizzard: “Windows 8 não tem tanto futuro”


Ok… A verdade é que eu atenuei os termos utilizados pelas empresas. Para quem estiver interessado no que eles realmente disseram, continuem lendo a matéria que se segue.

Gabe Newell, co-fundador da Valve (a empresa que desenvolve o Steam) classificou o Windows 8 como “catástrofe para o mercado”. Vejam que ele disse “para o mercado” e não “no mercado”.

O todo-poderoso da Valve não parece estar muito otimista com as novidades que a nova versão do sistema trará, principalmente porque, segundo ele, grandes desenvolvedoras de jogos para PC podem simplesmente abandonar o mercado por causa dela — o que faz com que o Windows 8 seja uma espécie de “catástrofe” para toda a indústria.

No entanto, ele não explicou exatamente o porquê de sua descrença, limitando-se a dizer que a decisão de levar o Steam ao Linux é uma espécie de medida protecionista da Valve para evitar que o fracasso da Microsoft também afunde a distribuição de jogos no formato em que ele é feito hoje. Para Newell, o crescimento na quantidade de títulos oferecidos no sistema de código aberto pode ajudar a popularizá-lo.

Já em termos de inovação, ele também se mostrou pouco empolgado com as atuais tendências, como a quase onipresença das telas sensíveis a toque e o uso dos comandos de voz. Newell descreveu essas mecânicas como “febres passageiras” e disse que, se fosse para apostar em algo, ele diria que o futuro estaria nos controles gestuais.

Isso não significa, contudo, que ele acredita que Wii, PlayStation Move ou o Kinect estão fazendo as coisas do jeito certo, já que ele descreve essa ação como um reconhecimento do movimento da mão pelo jogo a partir de uma espécie de pulseira no braço — algo que ainda não apareceu no mercado. Será essa a nova aposta da Valve?

Fonte: Tecmundo

Já o vice-presidente executivo de design da Blizzard, Rob Pardo, engrossou o coro de Gabe Newell e também acredita que a atualização para o Windows 8 não será interessante para a desenvolvedora.

Parafraseando o presidente da Valve, o executivo afirmou que o novo sistema operacional não é “sensacional”. Pardo não deu mais detalhes sobre sua declaração.

Bem, considerando que Valve e Blizzard são duas empresas de peso no mercado de games, tenho de admitir que concordo com esses caras, em parte.

Mas, dizer que o uso de telas sensíveis ao toque seja uma “febre passageira”, creio que seja exagero. Uma vez que esse tipo de interação é atualmente o mais humano possível entre pessoas e computadores.

E então? Será mesmo que o Windows 8 poderá arruinar mesmo empresas de games já estáveisse elas não conseguirem se adaptar? Dê-nos sua opinião sobre este assunto!

Sobre Jorge Afonso

Meu nome é Jorge Afonso Filgueiras Quinelato. Sou brasileiro, solteiro, bacharel em Administração e Técnico de TI trabalhando para o governo. Sou apaixonado por tecnologia e deskmod.

Publicado em 30/07/2012, em 8, Games, Informativo, Linux, Softwares, Windows. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Sua opinião é importante para nós. Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: