Google Reader fechará em 01 de Julho


Para quem não sabe, Google Reader é o maior agregador de Feeds RSS da atualidade. Você pode sincronizar seus feeds, dividir por categorias, compartilhar… Enfim, dá para fazer muita coisa com ele.

Antes deu conhecer o recurso de feed RSS, como eu fazia pra ficar por dentro das notícias e visitar meus sites favoritos? A maneira lusitana. O que eu fazia era agrupar nos Favoritos do navegador os sites por categorias (Tecnologia, Humor, Games, Carros e etc).

Assim, todos os dias eu entrava nos favoritos, ia até o site e verificava. Para ter ideia, eu visitava em torno de 70 sites diariamente para depois ir ver outras coisas. Já deu pra entender que isso não era nada produtivo, né?

O feed RSS surgiu como melhoria natural da newsletter, que nunca usei para não abarrotar meu e-mail. A assinatura de um único link, ele seria avisado, na hora, sobre as atualizações dos sistes que queria acompanhar. Além disso, era muito mais fácil de sincronizar o que já leu, favoritar, compartilhar, etc.

Existem muitos aplicativos para leitura de feeds RSS. O Google Reader se destaca porque ele é muito mais que isso. O serviço web da Google permite que você cadastre seus feeds e leia online, sem precisar instalar nada. Porém, o mais legal é o fato de você cadastrar os feeds uma única vez, agrupar por categoria e pronto. Se você for ler através da ferramenta do Google ou usando algum outro aplicativo que se comunique com o Reader, seja no tablet, smartphone, PC ou qualquer outra tela, tudo ficará organizado e centralizado. Assim, se você tinha 200 notícias pra ler e leu 60 no celular, ocorre uma sincronia na nuvem e, quando você for pro PC, terá apenas os 140 restantes.

A desculpa oficial do Google pra matar o Reader é a baixa audiência. Coisa que após o anúncio de ontem foi desmentida, pois, surgiram vários links mostrando que o tráfego do Google Reader tem subido desde 2005 (quando o serviço foi criado), ou seja, a desculpa da perda de audiência não é válida. O que realmente aconteceu é que a Google está desesperadamente querendo que as pessoas usem o Google+, sua rede social ridícula que ninguém quer usar, pois preferem Twitter e Facebook.

Como ficamos sem o Reader?

O futuro de clientes RSS é no mínimo incerto, com o Twitter e outras redes sociais crescendo em importância na divulgação de notícias. Mas, ainda assim, quem ainda usava o Google Reader todos os dias – como nós! – terá que descobrir uma nova rotina de leitura na internet até julho. Isso nunca é legal.

Para quem está procurando alternativas, eis algumas para experimentar:

Para garantir que você não perca nenhum de seus feeds RSS, você pode baixar todos os seus dados do Reader com o Google Takeout – saiba mais aqui. Seus feeds serão armazenados em um arquivo XML e informações diversas – como as pessoas que você segue, itens que você estrelou etc. – serão armazenados em um arquivo JSON.

Ainda há esperanças para o Reader?

Se depender de nós, sim. Basta assinar essa petição online na Change.Org.

Sobre Jorge Afonso

Meu nome é Jorge Afonso Filgueiras Quinelato. Sou brasileiro, solteiro, bacharel em Administração e Técnico de TI trabalhando para o governo. Sou apaixonado por tecnologia e deskmod.

Publicado em 14/03/2013, em Informativo, Sites. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Sua opinião é importante para nós. Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: